ads

Novidades

Slider[Style1]

Style2

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style4

Style5

.

DSC00357Quando o dia começou eu sabia que seriam muitas milhas, mas, não havia feito as contas para saber exatamente quantas seriam.

Tomamos nosso café da manhã cedo e partimos para o nosso primeiro trecho que seria até
Sarasota.

Na saída do Brasil soube que a surpresa seria boa, mas, fui imaginando que seria por causa das praias. Na verdade a surpresa maior se deu por conta da própria cidade.

DSC00361A cidade é toda “arrumadinha”, cheia de estilho e pelo que vimos até um pouco acima da média nos preços, mas, a experiência foi ótima.

Pena que não pudemos ficar mais tempo e ir à praia.

Nossa viagem continuou e fomos direto para
Fort Myers a idéia era conhecer o museu de Thomas Edison.

Edison utilizava esta casa como seu refugio a beira-mar durante o verão americano. A casa foi erguida em 1886 e até hoje se mantém conservada.

DSC00394Em conjunto com o museu
Thomas Edison também está o museu Ford, como as duas famílias eram muito amigas as casas foram contruídas vizinhas.

Saímos de lá fomos em direção a
Boca Raton, resolvemos nem parar para almoçar, tínhamos “tranqueiras” e refrigerantes no carro e seguimos viagem direto ao destino.

Da cidade de
Naples até Miami cruzamos a reserva indígena Seminole através de todo o Parque Nacional dos Everglades. A caminhada é boa e se não me engano mais de 70 milhas sem posto de gasolina, somente uma única parada com banheiros e maquinas de refrigerante e salgadinhos.

No resumo do dia chegamos ao hotel já passava das 18 horas e havíamos percorrido 290,5 milhas, se você não está acostumado cada milha corresponde a 1,609344 Km, fazendo a conta dirigi 467,5144 Km em pouco mais de 10 horas de viagem.

O dia não havia acabado e depois do check in no hotel tomamos um banho e saímos para jantar e procura daqui, procura dalí, procura daqui e procura dalí caímos em um restaurante chinês que só descobrimos que era um quando já estávamos a mesa.

Gente a comida era boa, mas, foi um sacrificio em termos de limpeza, entender o cardápio e a língua que eles falam, algo que parece muito o inglês.

Conseguimos jantar, mas, já era hora de jantar eu estava “moído” de verdade.

Bem fiz uma corrida bem rápida sobre nossos pontos e conforme os posts forem acontecendo eu vou falando mais.
Não vou dar mais dicas, para isto ofereço dois lugares maravilhosos o Viajando para Orlando e o Dicas da Gre, em ambos os locais você estará muito bem servido.
Beijos a todos.

Marco Motta

Aqui você encontra dicas, roteiros de viagem e muito mais para os parques de Orlando. Agora o melhor, é tudo grátis. Posso te ajudar a montar um roteiro de viagem, dar dicas sobre parques, restaurantes, shows e muito mais. Se quiser conversar, tirar dúvidas ou bater um papo me procure na área de contato deste blog ou escreva para disney4fan@gmail.com.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário :

Deixe seu Comentário


Top